PCR planta 1.800 árvores em três bairros da Zona Oeste do Recife

A Prefeitura

Uma ação da Prefeitura do Recife vai deixar mais verde as ruas da Iputinga, Engenho do Meio e Cordeiro. Nesta sexta-feira (06), a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade dará início ao plantio de 1.800 árvores, que vai beneficiar cerca de 50 vias distribuídas nos três bairros da Zona Oeste da cidade. A iniciativa será realizada através de uma compensação estabelecida pelo Município a três empresas por terem construído em setor de sustentabilidade. O pontapé da ação ocorrerá, às 8h30, na Rua Padre Rodrigues Campêlo, no Engenho do Meio.

De acordo a secretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Cida Pedrosa, pesquisas feitas pelo Instituto Pelópidas Silveira constataram a existência de ilhas de calor e de baixos índices de arborização nas regiões escolhidas para realizar o trabalho. “O processo de urbanização desses bairros acabou por suprimir a arborização e gerar um aumento de temperatura. Por isso, a importância de ampliar a cobertura verde. Reconstituir a vegetação atuará de três formas em favor do clima. As árvores vão filtrar poluentes, absorver radiação solar e aumentar a umidade relativa do ar”, explica.

Esses bairros também possuem outro aspecto favorável à recomposição da flora. Os logradouros possuem calçadas com boas dimensões para receber as mudas, que poderão variar de pequeno a grande porte. Ao todo, a ação utilizará 20 espécies de plantas, cuja maioria será nativa do bioma da Mata Atlântica. Entre elas, estão: Flamboyanzinho, Pau Brasil, Amescla de Cheiro, Pata de Vaca, Coité, Quaresmeira, Aroeira, Urucum, Andiroba, Angelim, Craibeira, Ipês Roxo, Amarelo e Rosa.

O serviço será executado em cinco blocos. O primeiro beneficiará o Engenho do Meio, com 391 mudas. O plantio das 1.800 árvores levará três meses para ser concluído. Essa mitigação integra o Projeto de Revitalização/Implantação de Áreas Verdes (PRAVs) e está prevista em lei municipal. Ela é promovida sempre que uma companhia opta por erguer empreendimentos em determinados locais, a exemplo das margens de rio. Estão envolvidas na ação a Sciortino Incorporadora; Azevedo e Castro Engenharia; e Pernambuco Construtora.

Além do plantio, as empresas ficarão responsáveis por fazer a manutenção das plantas por um ano, incluindo todos os tratos culturais (adubar, corrigir o solo, irrigar, fazer o tutoramento das plantas, etc). Os custos e a execução da iniciativa ficam a cargo das instituições privadas, sendo orientadas e fiscalizadas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Foto: Arquivo/PCR

About these ads

Publicado em 5 de setembro de 2013, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.268 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: